Marcus Antonio Lima Moreira

    Marcus Antonio Lima Moreira

    Fortaleza (CE)
    0seguidor2seguindo
    Entrar em contato

    Comentários

    (5)
    Marcus Antonio Lima Moreira
    Marcus Antonio Lima Moreira
    Comentário · há 4 anos
    Queiroz, façamos uma observação técnica, sem nenhuma consulta no momento. Se já presenciou como estes "monstros" (sem fazê-los de vítimas) se formam, chegará à seguinte conclusão: este adolescente ou bandido não tem referencial ético ou moral, a ele não foi oportunizada a convivência com os valores de uma sociedade e família. É incrível como muitos deles tem sonhos, vontades, anseios, no entanto não há apoio para tal, então se esvaziam de tudo que é bom, pois são invisíveis. Volto a enfatizar que não os vejamos como coitadinhos. Concordo que deve haver repressão. Entendo também que o 90% processo morfológico do cérebro se dê aos 5 anos e 100% aos 12 anos, mas isso não quer dizer que a personalidade esteja formada, e que de fato não está.
    Piaget e Vig. são referenciais educacionais no processo de formação das crianças e adolescentes, e, sim, Piaget não fez pensando na educação, entretanto atingiu de cheio a educação já que o enfoque dele foi em crianças - desenvolvimento em etapas. Vigotski defendia que não devemos pular etapas na nossa vida porque haverá de comprometer a formação do indivíduo. Ademais, são teorias ainda em vigor, baseado em décadas de estudo, de maneira imparcial.
    A minha síntese acerca de Frei Beto é: o problema é não deixar de punir, mas como punir. O acesso a armas de fogo é indiscriminado, por que não se combate a criminalidade no seu cerne? Sem querer ser prolixo funciona da seguinte forma: o Estado não atua na prevenção e aí temos que chegar e quebrar o pau em cima desses. Tudo bem! Se fizeram de errado não podemos permitir que continuem a fazer. É aí que está o problema nos não prevenimos, o governo e nós não fazemos, somos permissivos com os governos sensacionaistas que nada fazem, a exemplo da "Lei da Palmada" agora "Lei Bernardo".
    O
    ECA e a educação não existem para estes, tanto do ponto visto repressor e preventivo (no sentido de formação).
    No Brasil, milhões de crianças e adolescente (5 a 12 anos) ainda abandonam a escola para trabalhar em condições análogas a de escravo, o que esperar delas? Dificil, não é? Como vai ser a sua personalidade? É algo inconstante para se prever, já que há grande deficiência na lida com este grave problema.
    Falo até de maneira empírica porque vejo essa realidade em escolas como educador e como agente da lei, isto é, sou o braço repressor e é só isso que vejo.
    FATO VERÍDICO: Já presenciei alunos que não se desenvolveram porque sequer tinham comida em casa, esquálidos. Aí estão na base da pirâmide de Maslow e aí depois se rendem à tentação de consumir (em sentido amplo).

    Recomendações

    (4)

    Perfis que segue

    (2)
    Carregando

    Seguidores

    Carregando

    Tópicos de interesse

    (4)
    Carregando
    Novo no Jusbrasil?
    Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

    ANÚNCIO PATROCINADO

    Outros perfis como Marcus

    Carregando

    Marcus Antonio Lima Moreira

    Entrar em contato