Marcus Antonio Lima Moreira, Profissional da Educação Física
  • Profissional da Educação Física

Marcus Antonio Lima Moreira

Fortaleza (CE)
0seguidor2seguindo
Entrar em contato

Comentários

(5)
Marcus Antonio Lima Moreira, Profissional da Educação Física
Marcus Antonio Lima Moreira
Comentário · há 5 anos
Queiroz, façamos uma observação técnica, sem nenhuma consulta no momento. Se já presenciou como estes "monstros" (sem fazê-los de vítimas) se formam, chegará à seguinte conclusão: este adolescente ou bandido não tem referencial ético ou moral, a ele não foi oportunizada a convivência com os valores de uma sociedade e família. É incrível como muitos deles tem sonhos, vontades, anseios, no entanto não há apoio para tal, então se esvaziam de tudo que é bom, pois são invisíveis. Volto a enfatizar que não os vejamos como coitadinhos. Concordo que deve haver repressão. Entendo também que o 90% processo morfológico do cérebro se dê aos 5 anos e 100% aos 12 anos, mas isso não quer dizer que a personalidade esteja formada, e que de fato não está.
Piaget e Vig. são referenciais educacionais no processo de formação das crianças e adolescentes, e, sim, Piaget não fez pensando na educação, entretanto atingiu de cheio a educação já que o enfoque dele foi em crianças - desenvolvimento em etapas. Vigotski defendia que não devemos pular etapas na nossa vida porque haverá de comprometer a formação do indivíduo. Ademais, são teorias ainda em vigor, baseado em décadas de estudo, de maneira imparcial.
A minha síntese acerca de Frei Beto é: o problema é não deixar de punir, mas como punir. O acesso a armas de fogo é indiscriminado, por que não se combate a criminalidade no seu cerne? Sem querer ser prolixo funciona da seguinte forma: o Estado não atua na prevenção e aí temos que chegar e quebrar o pau em cima desses. Tudo bem! Se fizeram de errado não podemos permitir que continuem a fazer. É aí que está o problema nos não prevenimos, o governo e nós não fazemos, somos permissivos com os governos sensacionaistas que nada fazem, a exemplo da "Lei da Palmada" agora "Lei Bernardo".
O
ECA e a educação não existem para estes, tanto do ponto visto repressor e preventivo (no sentido de formação).
No Brasil, milhões de crianças e adolescente (5 a 12 anos) ainda abandonam a escola para trabalhar em condições análogas a de escravo, o que esperar delas? Dificil, não é? Como vai ser a sua personalidade? É algo inconstante para se prever, já que há grande deficiência na lida com este grave problema.
Falo até de maneira empírica porque vejo essa realidade em escolas como educador e como agente da lei, isto é, sou o braço repressor e é só isso que vejo.
FATO VERÍDICO: Já presenciei alunos que não se desenvolveram porque sequer tinham comida em casa, esquálidos. Aí estão na base da pirâmide de Maslow e aí depois se rendem à tentação de consumir (em sentido amplo).

Recomendações

(9)
Rosilane Santos, Estudante de Direito
Rosilane Santos
Comentário · há 5 meses
Seria ótimo se o Ministério público atuasse assim, com tanta eficiência para resolver o caso da saúde pública, ou falta dela. A situação está cada vez mais grave, a imprensa denuncia ao vivo, a falta de atendimento, remédios, macas e mortes, e o Ministério Público não consegue vencer este caso, ninguém paga por isso. Nos últimos anos, o índice de mortalidade de aposentados e pensionistas tem aumentado consideravelmente, os idosos tem entrado com vida e saído sem ela nos hospitais públicos, mas ninguém investiga isso, todos sabem o que está acontecendo, mas preferem fingir que não sabe, preferem desviar a atenção para outros assuntos. Não existe nada mais importante que a vida humana, que a saúde e no entanto a muito que o direito do povo a ela está sendo desrespeitado, muitos estão pagando com a vida e o MP, não conseguiu vencer essa briga. Oferecer denuncia contra a plebe, e condena-los é fácil é a rotina do MP, quero ver conseguir condenar os responsáveis pelos crimes escancarados que vem acontecendo contra o direito a saúde. Do mesmo jeito que se disponibilizou tempo e dinheiro para investigar, reunir provas, oferecer denuncia, julgar e condenar o DJ, poderia também investigar com o mesmo afinco reunir provas, oferecer denuncia, julgar e condenar o responsável por tudo isso. Principalmente ao que se refere o índice de mortalidade e causa a morte de aposentados e pensionistas ocorridos nos últimos cinco anos nos hospitais públicos, dentre outras situações que não são tão difíceis de provar, basta investigar. Podem começar com o caso de Maria da Anunciação dos Santos, que veio a óbito neste mês de Março de 2019, no Hospital Ronaldo Gazola, veja o prontuário dela desde que se internou no Posto de Del Castilho, foi transferida para UPA de Rocha Miranda e por fim Veio a óbito no Ronaldo Gazola em Acari, onde ocorreu uma das situações inusitada, estavam ministrando Metformina na paciente de 83 anos que estava com problemas rebais fazendo diálise, uma das situações que pode ter agravado o seu quadro e que a fez dar entrada pela primeira vez no CTI, fora o fato do PH do sangue e aplicação de anticoagulante, esse é um dos casos para o MP investigar, apurar se a morte não foi por indução medicamentosa. Não trata de uma acusação, mas diante do ocorrido, sim de uma suspeita de deve ser investigada, visto que trata-se de mais uma idosa pensionista que entra com vida em um hospital público e sai sem ela. Estou torcendo para ver um dia a notícia de que o MP, investigou , conseguiu provas, ofereceu denuncia, e ganhou o caso de O povo em face de Saúde pública.

Perfis que segue

(2)
Carregando

Seguidores

Carregando

Tópicos de interesse

(4)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

ANÚNCIO PATROCINADO

Outros perfis como Marcus

Carregando

Marcus Antonio Lima Moreira

Entrar em contato